Monte o seu Plano de Captação de Recursos com essas 04 perguntas


Captar recursos demanda planejamento e isso deve estar bem claro em sua mente. É extremamente complicado (mas não impossível) conseguir parceiros sem estratégias definidas, mas como temos a intenção de facilitar a sua jornada nessa fase importantíssima do seu projeto, destacamos quatro perguntinhas básicas que devem ajudá-lo a viabilizar a sua ideia. E tudo isso, através de um plano de captação de recursos.

Antes de iniciarmos, vale destacar que esse plano vale tanto para organizações quanto para empreendedores independentes.

1) O que é o seu projeto?

Primeiramente, faça um exercício de introspecção. Procure descrever o que é o seu projeto, seus objetivos, diferenciais, conquistas e propósitos. Apresente o seu histórico de atuação, assim como os recursos materiais, humanos e financeiros, atuais ou disponibilizados em fases anteriores.

Tarefa:

Crie um descrição do seu projeto com as informações solicitadas acima e seja claro quanto às suas necessidades e impacto pretendido pela a sua ação. Aquele velho exercício de introdução, desenvolvimento e conclusão cabem aqui.

2) Qual é o seu objetivo?

Como dissemos acima, na captação de recursos o seu objetivo pode ser financeiro, humano ou material. Mas como a viabilidade do projeto está (muitas vezes) relacionada ao financeiro, vamos focar nesse item.

Você sabe qual é o orçamento necessário para realizar o seu projeto? Existe um planejamento financeiro para os próximos anos? Acredite, é muito comum não ter essas informações definidas, especialmente, se a organização ou empreendedor, não souber gerir essa fase vital para qualquer projeto.

Tarefa:

Defina o orçamento necessário para viabilizar o seu projeto, se possível, considere 03 cenários distintos em que você tenha a disponibilidade de por exemplo: 50%, 70% e 100% dos recursos necessários. Dessa forma, você poderá adaptar o seu projeto aos recursos obtidos em cada um dos cenários.

3) Quais tipos de parceiros você procura?

Na fase de elaboração do seu projeto, você provavelmente identificou os seus possíveis parceiros. Caso não, leia aqui e volte a esse texto para melhor compreensão. Governos, empresas privadas e pessoas físicas podem se tornar os seus parceiros de projeto, no entanto, é importante definir como cada um contribuirá com a sua causa.

Tarefa:

Crie planos de patrocínios e contrapartidas para cada uma das partes interessadas, ou seja, defina estratégias para atraí-los como as já conhecidas: exposição de marca, menção do parceiro em eventos e redes sociais, e materiais promocionais, especialmente para pessoa física. Não esqueça de ser transparente em relação ao uso dos recursos obtidos, isso é um diferencial!

4) Qual é a sua estratégia?

Toda estratégia requer uma análise do mercado em que você pretende atuar. Dessa forma, antes de sair à “caça” de um parceiro de projeto, pesquise e organize informações preliminares, que facilitarão a sua vida nessa etapa.

Tarefa:

Se o seu objetivo for financiar o seu projeto através de recursos públicos, fique atento aos editais e leis de incentivo publicadas em alguns sites e portais na web. Separamos aqui algumas fontes interessantes, onde você poderá encontrar oportunidades com facilidade.

Ainda assim, sugerimos organizar em planilhas as datas de início e término dos editais, assim como o endereço na web (url) e demais informações que julgar pertinente.

Em se tratando de recursos privados, sejam eles diretos ou incentivados, a V.I.C poderá contribuir com a sua busca pelo parceiro ideal.

Mas o que é V.I.C?

Vínculo, Interesse e Capacidade de Investimento. Utilize novamente uma planilha para organizar essas informações. Ao pesquisar por empresas, acesse as áreas de Responsabilidade Social e Sustentabilidade, lá você pode obter informações importantes sobre a política de atuação e patrocínios dessas empresas.

Em seguida, de 0 a 5, pontue o potencial de Vínculo, Interesse e Capacidade de investimento desse parceiro. Quanto maior a pontuação, maiores as chances desse parceiro se interessar pelo seu projeto. A V.I.C é uma análise teórica desse cenário, portanto, será preciso validar esse levantamento ao se reunir com os setores responsáveis por essas áreas.

Caso não encontre essas informações com facilidade, busque identificar o público de interesse do seu potencial parceiro, se for possível é claro. Pode ser que o seu parceiro trabalhe com produtos e serviços destinados à um público claro e de “fácil” percepção. Se o seu projeto tiver proximidade com esse público, é provável que ele atraia os olhares do seu parceiro também.

Dicas adicionais:

A comercialização de produtos exclusivos, eventos, captação in loco, email e telemarketing são estratégias muito utilizadas para obtenção de recursos, especialmente com pessoas físicas. Não precisamos enfatizar a importância de se fazer networking em eventos empresariais, onde potenciais parceiros estarão presentes.

Conclusão

Como dissemos, o seu trabalho pode ser facilitado se houver um planejamento de captação de receitas. Dessa forma, pesquisar e organizar as informações obtidas na fase inicial, é fundamental para a criação e posteriormente, validação do seu plano.

#captaçãoderecursos #elaboraçãodeprojetos #estratégias #projetos

Posts Recentes
Arquivo